top of page

Positividade tóxica



Desde cedo nos habituamos a falar que está tudo bem. Quantas vezes você já encontrou uma pessoa na rua e teve aqueles 3 minutos de conversa: “E aí, tudo bem?” “Tudo bem, e com você?” “Tudo bem”.

Nós aprendemos a não compartilhar o que sentimos, a não acolher sentimentos que não são aceitos socialmente como a raiva, a tristeza, a inveja, a ansiedade, o descontentamento….Só que esse tipo de comportamento pode trazer um monte de problemas. Pode atrapalhar nosso autoconhecimento, as nossas relações interpessoais e por aí vai.

Essa é a pontinha de um ciclo vicioso em que precisamos estar sempre positivos e operantes. Positividade tóxica é como algumas pessoas chamam esse ciclo. Não é fácil falar sobre positividade tóxica sem levantar polêmica, afinal, ser positivo não é bom? Depende….

A positividade tóxica é detectada quando agimos sem reconhecer ou aceitar (em nós ou nas outras pessoas) ações, emoções ou movimentos negativos impondo uma atitude forçada, alienada ou falsamente positiva.


Não tem necessariamente com o que você pensa. É uma forma de agir e de se colocar no mundo, fruto de um modo de viver que nos leva a funcionar no piloto automático, a não nos ouvirmos, a não ouvirmos as outras pessoas.


Se você já contou algo ruim ou preocupante que tenha acontecido na sua vida e ouviu de volta: “mas veja pelo lado positivo”, “pelo menos….”vamos pensar positivo”....e você não sentiu que a pessoa te acolheu de fato e simplesmente lançou mão de frases prontas, é bem provável que você tenha sido vítima da positividade tóxica.


Muitas vezes a intenção é silenciar algum sentimento indesejável, mas isso pode ser ruim. A psicóloga britânica Sally Baker explica que é desonesto em relação a quem somos permitir-nos apenas expressões positivas.”Negar constantemente tudo de negativo que sentimos em situações difíceis é exaustivo e não nos permite construir resiliência”.


O autoconhecimento não é um romance. É uma travessia dolorosa, nos expomos a feridas, acidentes, sombras. Criar uma realidade mágica onde tudo é lindo e não encarar os problemas de frente reduzem bastante as chances de supera-los.


É claro que nós podemos colocar energia para tornar nossos pensamentos negativos mais positivos. Isso faz bem. Nós só precisamos ter cuidado para não negar o que realmente pode estar acontecendo. Emoções são informações.


Para colocar em prática, experimente trocar “Não pense nisso” por “Me diga como se sente, eu te escuto”. Em vez de “Olhe pelo lado positivo” , diga “Sinto muito que você esteja passando por isso, vamos pensar em como resolver”. Esteja conectado com pessoas que sentem e pensam como você para fortalecer sua rede de apoio.


Esse texto é baseado nos estudos publicados por André Carvalhal em “Como libertar o presente”.






Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page